Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vale De Anta

Vale De Anta

Lenda da Moura...

 

Ontem passei na Granjinha, numa autentica caça ao tesouro, pois andava curioso para descobrir onde aparecia a famosa Moura.

Por sorte encontrei uma preciosa guia, a ti Alice, que me levou ao local. O sitio não é fácil de encontrar pois encontra-se escondido pela vegetação.

Existe uma lenda sobre a aparição de uma figura em forma de mulher que passo a descrever.

 

 

 Certo dia, vinha um homem das casas dos montes com um carro de bois, quando ao passar na Granjinha, no local indicado pela foto,  lhe aparece uma linda mulher que lhe diz:

- Eu estou encantada e o meu irmão não me deixa desencantar. Prometo-te um carro de bois carregado de ouro se me desencantares .

- E o que tenho de fazer para te desencantar? -Perguntou-lhe o homem.

- Apareces aqui depois da meia-noite, mas tens de vir sozinho. Eu enrosco-me na tua perna e vou contigo mas antes disso tens que me fazer sangrar. O meu irmão vai-te aparecer em forma de touro a deitar lume pelas bentas, mas tu não tenhas medo.

Nessa noite o homem apareceu, conforme o combinado,  mas como tinha medo levou um amigo com ele. Enquanto ele foi ter com a Moura o amigo ficou no caminho. Segundo se conta, o que se ouviu a seguir foi de arrepiar. Ouviram-se estrondos e gritos de desespero. Ao que parece a Moura ficou zangada por ele não ir sozinho e ele sofreu as consequências.   

O homem apareceu em casa com o carro dos bois destruído e os bois muito assustados. Os animais ficaram tão inquietos que não sossegaram toda a noite. O homem morreu três dias depois do sucedido...

 

Segundo me contou a tia Alice,  outro residente da Granjinha entretanto já falecido, jurava a pés juntos, que tinha visto no mesmo local uma linda cobra ao sol com uma coroa de ouro na cabeça... 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Pesquisar